Bentô 20: Salada de batata

Você não tem acesso a microondas e não consegue comer a comida sem esquentar? Este bentô é só salada.

Bentô 20

Salada de batata: Picadas e cozidas no vapor, juntei as batatas com um pouco de palmito, salsa, cebolinha e maionese. Tão fácil que não é nem uma receita. Variações ao infinito com legumes (cenoura, mandioquinha, batata doce, abóbora) e temperos diferentes.

Vagem: Também cozida no vapor, temperada com sal, limão e azeite.

Salada de pepino e rabanete: Temperada com vinagre de maçã.

Ovo cozido + pedaço de queijo: Proteína, né?

Bentô 20

Apenas pra dar ideias pra vocês, além do bentô eu trouxe frutas secas (morango, damasco e mirtilo, abaixo), um suco de caixinha (desses integrais, sem adição de açúcar nem conservantes), um pacotinho desses cookies integrais (com quinua e castanha do pará, segundo a embalagem) e uma garrafa de água quente pra fazer chá preto mais tarde.

Frutinhas

Eu sempre trago um arsenal de comidinhas, além do bentô, para sobreviver ao dia. Primeiro, porque é geralmente saudável fazer refeições menores e mais frequentes do que comer só duas vezes ao dia. Segundo, porque faço bastante exercícios, sinto muita fome e preciso de combustível. 😛 E por fim, porque gasto menos e como melhor trazendo coisas de casa do que saindo desvairada de fome pra caçar alguma coisa por aí.

Bentô 19 – Omelete, arroz jasmim com edamame

Hoje foi mais um daqueles dias em que eu saí catando o que tinha na geladeira para ver se dava para fazer um bentô. Isso quase sempre significa um bentô com omelete. Felizmente, eu tinha um pouco de palmito, sobra de jantares anteriores, e junto com umeboshi e um pouco de nori, o omelete superou minhas expectativas.

Bentô 19

Tinha também uma sobra de edamame congelado, que cozido junto com o arroz jasmim é uma das minhas combinações favoritas. Em vinte minutos ele cozinhou, enquanto eu tomava café da manhã. O omelete, entre picar e fazer, leva uns dez. E – oh, alegria! – descobri salada lavada na geladeira, que, fora o alface para enfeitar, trouxe em um potinho separado. Bentô resolvido! Arrumei rapidinho e deixei esfriando enquanto me trocava para o trabalho.

Nori cortado com tesoura em cima do arroz é absolutamente supérfulo ;)

Nori cortado com tesoura em cima do arroz é absolutamente supérfulo ;)

Conservas (palmito, azeitona, aspargos, umeboshi) e grãos congelados (edamame, ervilha, minho) são coisas que eu procuro sempre ter em casa, porque quebram um galhão na hora de fazer bentô. Como cozinho só pra mim (no máximo pra dois :P), me dou ao luxo de ser exigente com a qualidade das conservas – fuço o rótulo, pago mais caro pelas orgânicas, pelas “caseiras”, com o mínimo possível de aditivos (sou alérgica a conservantes, caso já não tenha falado um milhão de vezes por aqui). Também evito a qualquer custo os enlatados, não só por causa dos conservantes, mas porque normalmente são feios e ruins.

O pessoal do bentô em geral usa bastante embutidos – salsichas, presunto, queijos processados. São práticos e se prestam muito bem pra fazer bichinhos e florzinhas e tal. Também não são muito saudáveis, por isso não tem muito disso por aqui.