Yakimeshi – arroz com um monte de coisa

Desde que aprendi a fazer yakimeshi (ou chahan; ou “fried-rice”), pelo menos uma vez por semana faço para os bentôs. Além de fácil e rápido, é um jeito excelente de aproveitar as sobras de legumes e de arroz. Dá pra fazer com qualquer tipo de arroz, e às vezes misturo as sobras de vários (normal, japonês, integral).

Eu costumo manter a estrutura básica de ovos, dois tipos de legumes e uma erva; eventualmente, coloco peixe bonito seco em flocos. Minha mistura favorita é pimentão, berinjela, abobrinha e cebolinha bem picada. Você pode fazer a combinação que você quiser, e misturar vários tipos de ingredientes: legumes, embutidos, ervas, sementes, castanhas… Pode deixar o ovo de lado, se preferir (embora eu ache que o ovo é a estrela do negócio). Com uma boa combinação dá até pra servir para convidados!

O que dá mais trabalho na hora de fazer o yakimeshi é preparar os ingredientes. O processo é rápido, portanto não esqueça de deixar tudo preparadinho e à mão antes de começar. Pode picar os ingredientes na noite anterior e deixar na geladeira, se for fazer para bentô e quiser ganhar tempo de manhã. O arroz cozido deve estar quente, ou pelo menos morno; usar arroz gelado vai diminuir a temperatura da panela, e aí vai grudar e bagunçar tudo. Esquente no microondas e tá tudo certo.

Utensílios:
– Frigideira grande, wok ou alguma panela larga;
– Espátula ou colher de madeira
– Tigela pequena, para misturar os ovos

Ingredientes:
– Duas xícaras de arroz cozido, quente
– Dois ovos
– Uma xícara de pimentão verde picado
– Uma xícara de berinjela picada
– Meia xícara de salsinha picada
– Óleo de cozinha (soja, canola, ou qualquer óleo sem sabor)
– Shoyu
– Óleo de gergelim (só um fio, para dar sabor – opcional)
– Sal e pimenta
– Flocos de peixe bonito (opcional)

1. Faça os ovos mexidos. Aqueça uma pequena quantidade de óleo na panela (ou frigideira), bata rapidamente os ovos na tigela com umas pitadas de sal. Quando o óleo estiver bem quente, adicione os ovos, sempre mexendo com uma espátula, até eles estarem firmes, mas ainda cremosos. Reserve em um pratinho separado.

2. Na mesma panela, vá acrescentando e refogando os ingredientes mais ou menos nesta ordem: legumes mais durinhos (no caso, berinjela e pimentão) > embutidos (não há) > ervas (salsinha) > sementes (não há). Quando estiver tudo refogado (e cheiroso!), acrescente o arroz quente e misture. É possível que ele grude um pouquinho na panela. Apenas raspe com a espátula – resista à tentação de acrescentar mais óleo, ou seu yakimeshi vai ficar com um aspecto engordurado.

3. Abra um espaço na mistura e acrescente o shoyu direto na panela (ele vai chiar). Em seguida misture com a espátula. Não acrescente shoyu diretamente sobre o arroz, ou alguns grãos vão absorver muito e outros vão ficar sem. Se estiver usando óleo de gergelim, acrescente nesta etapa, da mesma forma.

4. Quando estiver tudo homogêneo, desligue o fogo. Acrescente os ovos mexidos e misture bem. Se for usar flocos de peixe, acrescente também no final.

5. Pronto! Dá para comer quente ou em temperatura ambiente. Pode ser apenas um acompanhamento ou o elemento principal do bentô, dependendo dos ingredientes que você usar. Ah, e não esqueça de esperar esfriar um pouco antes de fechar o pote – orientação que vale para qualquer bentô, para evitar que o vapor condense e ensope tudo.

Bentô 4: Yakimeshi, ovo cozido e pepino

Yakimeshi: com arroz comum, berinjela, abobrinha, cebolinha e ovos mexidos. Veja aqui como preparar yakimeshi.

Ovo cozido: cortado na faca pra ficar bonitinho. Existe um truque para a gema ficar exatamente no meio do ovo, se for importante para a “cara” do seu bentô. Ao colocar o ovo para cozinhar na água fervente, fique mexendo com um garfo ou uma colher pelos primeiros cinco minutos de cozimento – com delicadeza, mas sem parar. Depois disso, a clara já vai ter endurecido o suficiente para segurar a gema no meio, e pode deixar o ovo em paz pelo resto do tempo de cozimento (normalmente leva uns 12 minutos para ficar cozido).

Pepino: Cortado em pedaços, marinado em uma mistura de vinagre, azeite, açúcar, sal e pimenta rosa. Dura uns três dias na geladeira.

Queijo minas: Cortei em cubinhos e “derreti” por um minuto na frigideira. Usei pra preencher espaço no bentô e complementar um pouco a proteína.

Ervilha congelada, tomate cereja: Adoro! Acrescentam nutrientes importantes e preenchem qualquer espaço vazio. Tenham na geladeira para qualquer emergência.