Tamagoyaki

O tamagoyaki, ou omelete estilo japonês, é um elemento muito comum nos bentôs, por ser rápido de fazer, versátil, gostoso e bonito (não é?).

No Japão, tradicionalmente é preparado com açúcar. Por aqui, normalmente faço salgado, e acrescento legumes (cortados em tiras), ervas, sementes ou temperos. É muito prático tanto como fonte principal de proteína do bentô quanto como complemento.

A principal diferença em relação ao omelete ocidental é que o tamagoyaki é composto de camadas bem fininhas, com um aspecto de rocambole. Mas calma, é bem mais fácil do que parece. O “enrolar” precisa de alguma prática; se ele desmontar, não desanime. Uma duas ou três vezes que você fizer já pega o jeito.

O passo a passo abaixo é tamagoyaki para uma pessoa, como fonte principal de proteína para o bentô.

Utensílios:
– Uma frigideira pequena, antiaderente
– Uma tigela
– Um garfo
– Pincel para untar (se não tiver, use um chumaço de papel toalha)

Ingredientes:
– Dois ovos pequenos
– Sal
– Açúcar
– Óleo de cozinha (1 colher de sopa)
– Cebolinha (opcional)
– Peixe bonito ralado (opcional)

1

Misture rapidamente os dois ovos com sal e/ou açúcar. Neste caso, usei mais ou menos meia colher de chá de sal, e uma pitadinha de açúcar mascavo. Mantenha os ingredientes por perto, porque o processo precisa ser rápido. Espalhe o óleo pela frigideira, e aqueça em fogo baixo.

2

Com a frigideira quente, coloque uma parte da mistura de ovo (1/3 ou metade, dependendo do tamanho dos ovos; neste caso, coloquei metade), e espalhe em uma camada fina. Aguarde um momento e mexa um pouco a frigideira – a superfície do omelete tem que estar ainda líquida, mas sem escorrer. Esse ponto é importante, ou o tamagoyaki não gruda direito e desmonta! Acrescente o recheio, se houver (no caso, coloquei a cebolinha inteira, mas picadinha fica mais fácil pra cortar depois). Enrole com o garfo, começando por um canto e indo até o outro.

3

Acrescente mais uma camada fina da mistura – deixe escorrer um pouco embaixo do rolinho, pra grudar. Só nesse momento pensei em colocar o bonito ralado – se for algo pequeno, tipo gergelim; sem problemas; se for legumes, é melhor colocar na primeira camada, pro tamagoyaki não ficar muito irregular e acabar quebrando. Quando chegar no ponto (ainda líquido, mas já não escorrendo), enrole até o outro lado. Repita o processo quantas vezes for necessário até acabar a mistura.

4

Coloque o rolinho de tamagoyaki em um prato, para esfriar. Quando morno, corte em fatias com uma faca sem serra. Quanto mais finas as fatias, maior a possibilidade de quebrar.

5

Na hora de montar o bentô, coloque por baixo as pontas, as fatias que quebraram, os pedaços de recheio que caíram… Coloque as fatias mais bonitinhas por cima e pronto.

Atenção:
– O processo é rápido! Cozinhar demais o tamagoyaki vai fazer ele ficar escuro e borrachudo.
– Pra mais pessoas, acrescente mais ovos e vá fazendo camadas. Quanto mais camadas, mais redondo e gordinho ele fica.
– Se estiver grudando na sua frigideira, antes de colocar mais uma camada de mistura espalhe mais um pouquinho de óleo.
– Às vezes faço com um ovo só, apenas para preencher um cantinho do bentô. Nesse caso, o procedimento é o mesmo, com uma única camada.
– Se for rechear com legumes fibrosos (como cenoura ou vagem), cozinhe-os até que fiquem macios antes de começar.
– É possível usar só a clara dos ovos.

6 thoughts on “Tamagoyaki

  1. Sempre quis saber fazer tamagoyaki, e quando eu vi a foto de um no seu blog, eu procurei pelo link da receita no hora! kkkkkkk’
    Gostei muito do seu blog, e agora vou virar leitor assíduo.

  2. Olá!
    Finalmente um site brasileiro de bentô!! Fiquei feliz por encontrá-lo!
    Já tentei fazer tamagoyaki e não deu muito certo. Agora, com as suas dicas, vou tentar de novo! :)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>